terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Eu ainda sou nós duas.

  • Essa não foi a primeira vez que me decepcionei com uma garota, sei que não será nem a última. Mas sabe, não esperava isso de você. Esperava mais de nós.
    Eu adorava aquela sensação gostosa que sentia todo final de tarde quando você me ligava, antes de eu entrar na aula para me desejar boa sorte nas provas ou até mesmo para me desejar uma boa aula. O seu cheirinho no moletom. Na minha roupa. Nos meus sonhos. Gostava do seu sorriso de canto de boca me pedindo pra ficar mais cinco minutinhos na cama quando eu tinha que vir embora. Mais dez minutinhos. A vida inteira. Gostava até de quando você insistia em mentir mesmo sabendo que eu tinha a capacidade de te ler. Saber o que você pensava. O que você queria. Você me fazia sentir viva. Me fazia querer viver.
    A verdade é que eu nunca soube o momento certo de te dizer adeus. Me recuso deixar você partir. Por que as pessoas não podemos ficar para sempre juntas? Eu deixo você ficar. Fazer bagunça. Revirar meu estômago e meus pensamentos.
    Lembra quando tudo começou? Você veio devagar. Foi chegando. Conquistando. Me mandando mensagensm me ligando. Me apaixonei por você desde o primeiro momento. Eu te queria com todas minhas forças. Mas não foi fácil. Foram inúmeras noites mal dormidas pensando em você. Pensando em nós. Pensando no talvez. O talvez virou certeza. Construiu sentimento. Não quis mais ir embora.
    Não posso dizer que não fui feliz ao seu lado. Talvez os momentos ao seu lado tenham sido os mais felizes da minha vida. Mas acabaram. Deram lugar às brigas. Tentei transformar nossos pontos finais em reticências. As reticências em novas histórias. Mas não deu.
    Me lembro até hoje daquela tarde em que decidimos colocar um ponto final, e foi nesse dia que eu descobri que o meu ponto fraco foi o ponto final entre nós. Acho que em nosso pensamento a mesma dúvida surgia "Vamos conseguir?". Seguir em frente não é fácil. Mas às vezes é o que temos que fazer.
    Eu não espero que você um dia me perdoe, até porque eu nunca te perdoei. Mas eu sei, que lá no fundo, você também sente a mesma saudade.

Um comentário:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)