quinta-feira, 22 de abril de 2010

Longe de você!

Longe de você tudo fica escuro,
Ando o tempo todo de olhos fechados
Busco uma luz que me guie,
Mas esqueci que é o brilho dos seus olhos que sempre me guiaram.
Longe de você tudo perde a graça, o sentido,
E não há mais o que acontecer...
Sei que longe de você eu não existo!
Longe de você tudo fica estranho, palavras que eu nem sei dizer.
É como se eu estivesse em um abrigo e ñ existisse comida.
Longe de você as cores somem, e o colorido se perde.
Longe de você toda noite é longa,
É fria, é solidão que maltrata meu coração.
Longe de você ando sem rumo em uma estrada
Onde acho e faço tudo de errado
Onde as leis pra mim não valem nada.
Longe de você eu fico parada
As horas não passam
E as mágoas nunca acabam.
Longe de você as luzes se apagam
E só o meu amor por você
É que ilumina os meus passos
Que me levam de volta para um lugar bonito e tranqüilo.
Longe de você é que eu pude entender
Que minha vida só tem sentido com você
É tudo muito vazio o meu viver longe de você
Longe de você eu fico longe de mim
Fico contando os dias pra poder te ver, te ter.
E juntas fazer um novo FIM.

4 comentários:

Macaco Pipi disse...

curso de sexo!

Richard disse...

Belo poema.
Não tenho muito que dizer se apenas dizer que contemplei de verdade, sem hipocrisia.

Deane disse...

Oi Buuh... (seu apelido?)

Que lindo texto, gostei muito também da descrição do seu perfil;
ultimamente tenho aprendido muito com pessoas e com blogs iguais ao seu.
Gostei daqui, volto depois pra ver as novidades, abraço!

Buh disse...

Oiii Deanee
Meu apelido é Buuh sim, rss


Obg viu!
Bjo até o próximo post ;)