sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ah Dona do Perfume!


Todos os dias no mesmo horário eu saia pra trabalhar, com a mochila nas costas, e o cigarro na boca, peguei um ônibus dentro do terminal, me sentei ao lado de um homem, sentei no corredor, e o ônibus cada vez enchendo mais, a cada ponto subia gente, derrepente uma mulher se aproximou e ficou ali do meu ladinho, então segurei a sua bolsa, nossa, mas ela tinha um perfume maravilhoso... Eu pensei: Que mulher cheirosa meu Deus! E conforme o ônibus se movimentava, o perfume dela Isa lava, toda vez que alguém ia passar atrás dela, ela dava um passo pra frente, e encostava seus seios no meu ombro, eu já estava imaginando mil coisas. Ah que perfume!

Ela tinha +/- 1,68 de altura, morena cabelos longos e lisos, usava um batom meio rosa, e estava com um decote de deixar qualquer um com desejos, dei uma olhadinha para ela, ela de ósculos escuros, e fazia o tipo séria, o ônibus não parava de balançar, e eu já estava ficando com o bico dos seis durinhos de tesão por ela, derrepente o homem que estava sentado ao meu lado se levantou, e ela se sentou, a deixei sentar na janela,pois logo eu iria descer, quando ela foi sentar, nossssssssaaaaa ela praticamente esfregou a sua bunda no meu rosto (eu dei um supiro) e ela de fato percebeu, dei uma olhadinha pra mim, sorriu e pegou sua bolsa agradecendo: Obrigada!

Eu podia sentir aquele perfume maravilhoso, mas de pertinho agora, mas sem me contentar com aquela morena ali ao meu lado, eu doidinha de tesão, peguei meu celular e comecei a escrever uma msg pra ela, escrevi: To ficando louca com o seu perfume!Entreguei a ela o celular, ela leu, riu, e devolveu o celular, bom eu fiquei sem saber o que fazer, não sabia o que ela havia pensando de mim. Ah, mas eu já estava ali e não tinha nada a perde, coloquei minha mochila em seu colo, e minha mão por baixo da mochila acariciando suas pernas, senti que a respiração dela ficou, mas forte e ofegante. Peguei minha mochila, levantei e dei sinal, pensei: Vou deixá-la na vontade! Mas logo em seguida ela se levantou e desceu comigo, e disse: Agora você vai termina o que começou.

Eu com o sorriso no rosto, disse: Dobrando a esquina tem um motel.

Então fomos em direção ao motel e entramos...

Já no quarto, ela tirou sua roupa meio tímida e foi para o chuveiro, não me chamou. Mas eu fui logo trás dela, nooooooossssssaaaaaa que delicia de mulher, morena da cor do pecado, e agora além de cheirosa, tava ali na minha frente toda molhada, cheguei bem perto dela e taquei um beijo, ela não hesitou e começamos a nos beijar loucamente, a timidez logo passou, e ela começou a passar sua mão em minha barriga me deixando toda arrepiada, eu nem sabia o que dizer só o que fazer com aquilo tudo só pra mim.

Fui beijando o pescoço dela, acariciando os seus seios, ela gemia baixinha, eu descendo as minhas mãos, apalpando sua bunda, me ajoelhei abri bem as pernas dela como se eu estivesse abrindo uma mexerica... Ela segurando a minha cabeça, toda arrepiada, se contorcendo já, então colocou minha língua em sua xana, chupei aquele grelinho durinho de tesão, chupava na frente e apertada atrás, mas logo me levantei beijando ela todinha, e saímos do chuveiro, a joguei na cama, e fiz dela naquele momento minha mulher, subi em cima dela, segurei os seus braços, e comecei a passa a ponta da minha língua em sua orelha suspirando, no pescoço, nos seios, em sua barriga, derrepente ela se soltou, me virou, subiu em cima de mim e começou a me beijar, nós duas puro êxtase, eu já estava a ponto de explodir, coloquei meus dedos em sua xana, e comecei a levar e traze-la pra mim, ela gemendo, e falava: FODE MAIS! E eu fudendo ela, colocando dois dedos, devagar, e sentindo ela toda encharcada, eu sentia um calor imenso dentro de mim, e ela: VAI MAIS, TO GOZANDO! Eu fazendo movimentos com os dedos, indo e vindo, tirando e colocando, abaixei a cabeça até a sua xana, agora chupando ela, língua e dedo tudo junto, e ela gritava, sussurrava de prazer, AI QUE DELICIA! Até que eu senti seu gozo em minha boca quentinho... Logo adormecemos, e quando eu acordei, só estava o perfume dela nos lençóis, e eu fico aguardando todos os dias ela pegar o mesmo ônibus que eu pra eu pode dizer: AH QUE PERFUME!

3 comentários:

Damaris disse...

nossa, que história ein
ovulei! rss

Guilherme Lombardi disse...

nossa demais essa história.

Fábio Rodrigues disse...

TO DE PAU DURO AQUI ... SOCORRRRRRROOOOO